Tags

, , , , , , , , ,

Comecei a assistir alguns videos no youtube sobre organização de armário. Estava meio desesperada com o meu, e resolvi que precisava fazer uma cata das roupas, separar aquilo que não queria mais e verificar o que valia a pena. A partir de vários vídeos eu vi que o metodo KonMari era o mais indicado, pois queria ampliar essa limpeza pra todas as áreas da casa. E fui lá eu ver mais vídeos de pessoas utilizando esse método, aí achei o livro que explica todo o processo. Aí começou a minha mudança, claro que a primeira coisa que eu ataquei foi o armário.

konmari book

O método é simples, divida as coisas em 5 categorias, a primeira ataca as roupas. Faça uma cata em sua casa, pegue todas as roupas, e isso quer dizer todas, o que não for separado nesse momento será doado ou jogado fora depois, então pare e pense se não há nada em alguma mala. O método fala pra espalhar tudo no chão, mas como esse método foi desenvolvido no japão e lá eles tem os tatames e etc, eu preferi fazer na cama mesmo. Ela fala que ao tirar tudo do lugar, com isso ela diz que o objeto “acorda”, e a interação entre você e o objeto pode existir.

Segunda etapa do processo é pegar um a um os objetos e perguntar, “Does this spark joys?” ou “Isso me deixa feliz?” Não é pra você pensar, é pra você sentir. Se você está em dúvida, deixe a roupa de lado e no final do processo volte nela, você vai estar mais intuitivo.

Após a etapa de seleção você passa pra etapa de armazenamento, ela ensina a dobrar as roupas todas, e somente o que fica mais alegre quando pendurado deve ser pendurado. Vários outros métodos que eu segui falavam o contrário, que vc tinha que pendurar tudo, pra facilitar a visualização e etc. Contudo o jeito que ela dobra as roupas, minha gaveta está arrumada já faz um mês e ainda está organizada. Você entra no esquema.
Vou deixar aqui um site que ensina o jeito de dobrar porque se eu tentar explicar com palavras vocês vão se confundir.

Após as roupas você passa pros livros, essa pra mim é mais difícil, eu fiz a primeira seleção, mas acho que posso fazer novamente. Eu sou uma bookaholic, ou seja, sou viciada em livros. E sou mesmo, até livros que eu não gostei estão guardados. Então meu namorado disse que eu não posso comprar nada enquanto não terminar minha pilha de livros não lidos q está com mais ou menos 12 livros (eu reduzi, livros emprestados eu devolvi pra ler os que tem em casa primeiro). Ainda é um número gigante, e pensar que eu já li 8 livros esse ano, então eu vou demorar mais um ano e pouco pra ler estes (preciso dar um gás nisso).

Após os livros vem os papeis, e uma coisa bem interessante que ela fala. Tem muito papel inútil que a gente guarda porque acha que precisa. Muitos papeis que desenvolvemos métodos para deixar separados mas nunca olhamos eles. Ainda não cheguei nessa fase, estou nos livros ainda, mas uma coisa é certa, pensando nos papeis que tenho guardado, tenho vários manuais de máquinas que nem sei se estão pela casa. Tenho exames de quando eu era um bebê, sim eu guardo tudo. Mas os manuais eu consigo achar online, e os exames eu posso marcar num arquivo. Fazer um documento digital com todo o meu histórico médico. Tenho vários boletos e contas que eu paguei nos últimos 5 anos (pra caso necessite pro imposto de renda), mas acredito que muitos desses não fazem parte de explicar muitas coisas por pessoal da receita. Então eu consigo visualizar uma quantidade tremenda de papel que está ocupando espaço que não tenho em casa.

Miscelâneas, ou seja caixas com várias coisas que você não consegue definir o que são, por exemplo, brindes de festas de casamento, noivinhos de biscuit, porque você fica com dó de jogar fora mas não faz sentido você deixar a vista na sua casa, então você guarda numa caixinha junto com várias coisas nada haver. Chaveiros, eu tenho infinitos, não sei o que há comigo mas não consigo me desfazer deles. Nessa categoria entram maquiagem, remédios, bugigangas, acessórios de cabelo, acessórios eletrônicos, cd e dvd, jogos e etc. Faça uma cata geral nas suas coisas, mas não se apegue a nada sentimental, fotos e vídeos de infância estão em outra categoria.

E finalmente Mementos, que pra mim seriam as coisas mais difíceis de se desfazer, incluem fotos e tudo que é muito sentimental, e que mexe com você. Essa categoria é por último pois é muito difícil você não se apegar. Mas por ter passado pelo processo com todas as categorias anteriores, nesse momento você está preparada pra ela, não que não vai ser difícil.

No livro ela diz que o processo deve ser feito apenas uma vez e que você vai percebendo que no futuro não tende a acumular mais nada. Porque você já resolve tudo no momento que recebe pra fazer. E que normalmente esse processo dura uns 6 meses pra ser feito. No meu caso eu estou com metade do meu armário de roupas arrumado (sim eu não consegui ver tudo de uma vez, mas pretendo terminar o quanto antes. Consigo visualizar algumas coisas que já vão embora.

Anúncios