Sou uma baixinha de 1,59, então como é possível eu jogar vôlei? Pois é, eu jogo. Mas é bem raro eu pular pra atacar, mesmo porque eu num consigo sair muito do chão… hehehehehe. Mas o que eu queria compartilhar com vocês é o que o vôlei está fazendo na minha vida. Ano passado fui ao médico fazer um Check Up e descobri que tinha muitas coisas fora de prumo, colesterol alterado, TSH estranho e um ganho de peso acima de qualquer expectativa, sem falar na minha falta de vontade pra fazer qualquer coisa, meu cansaço aparente. Então decidi que ia mudar algumas coisas na minha vida, fazer mais atividades, comer direito e tomar os remédios na dosagem certa.

Tatuagem da Líbero Fabi

Tatuagem da Líbero Fabi

Isso quer dizer meu médico acertou a dosagem do meu remédio, e me receitou procurar uma nutricionista. Bom fui atrás de uma que me indicaram, ela fez um trabalho bem legal, perguntou muita coisa que eu comia, como eram meus hábitos, tanto de alimentação quanto de vida. O trabalho com ela começou em Janeiro desse ano (2015). E ao mesmo tempo meu namorado que é viciado em esportes me convidou a participar de um grupo de vôlei que ele jogava, sabe o que eu falei pra ele? Que era loucura, pois eles jogam juntos a muito tempo, já estão todos alinhados, e ia entrar alguém que só jogou vôlei no ginásio? Num ia dar certo.  No começo me senti péssima, me machucava toda vez, e num era pouca coisa, estourei dedo, bateu bola no olho e cai de mal jeito. Aliás eu tenho problema na coluna e toda vez saia da quadra quase morrendo de dor nas costas.

Recuperação de bola impossível de Fer Garay

Recuperação de bola impossível de Fer Garay

Queria largar tudo, ficava chateada. Mas sou teimosa, e perfeccionista. Isso é, enquanto eu não me superasse e jogasse de forma que o pessoal me escolhesse pra estar no time eu não ficaria feliz. Ai um dia indo pra academia do clube eu vi que tinha treino de vôlei feminino na quadra num ótimo horário pra mim. Me inscrevi pra melhorar meus fundamentos e aprender a sacar por cima, sim eu sacava tudo por baixo porque nunca tinha aprendido de outro jeito. Comecei a fazer vôlei três vezes por semana e academia pra complementar. Claro que quando possível eu jogo mais (viciei), mas tento me segurar.

Reaprendi a fazer os fundamentos, consegui aprender a sacar por cima e principalmente, qual é meu posicionamento na quadra. E to me sentindo ótima, meu corpo mudou, eu tenho mais resistência na quadra, e adoro me jogar pra tentar buscar bola. Uma coisa num mudou, continuo me machucando hehehehehe. Esse mês refiz os exames, e consegui vir uma melhora significativamente. Tenho mais disposição no dia a dia.

Claro, escuto de várias pessoas: “Mas como vc joga vôlei?” ou “Você tá jogando vôlei?” Qual o problema comigo jogando vôlei? Nem todas as posições precisam de jogadores altos. Faço uma atividade prazerosa que mexe com o meu corpo inteiro. Estou ficando cada vez mais saudável e feliz. Será que apenas eu ser baixinha devia definir se eu posso ou não fazer um esporte? Pois eu digo que não. Gosto de jogar e vou continuar jogando, você gostando ou não. E beijinho no ombro pros invejosos. HAHAHAHHAHHA

Anúncios